+ Clareamento Dental
+ Doença Periodontal
+ Fraturas e Avulsões Dentais
+ Facetas de Porcelana
+ Implantes Dentários
+ Ortodontia
+ Próteses Dentais
+ Tratamento Endodôntico
+ Reabilitações Estéticas
+ Reabilitação Oral
+ Resinas Anteriores
+ APNEIA DO SONO
 

Rua Barão Geraldo de Rezende, 282
1° andar - Conj. 13 -
ED. MEDICAL CENTER
Botafogo - Campinas

 
Tel / Fax: (19) 3232 - 8554
 

A Reabilitação Oral é um dos mais recentes recursos que nós dentistas temos utilizado para cuidar de forma ampla de toda a dentição do paciente. A odontologia moderna prega a seguinte máxima: Deve se poupar ao máximo a remoção dos dentes naturais, ou seja, mesmo que muito desgastados por maus cuidados, todos os tratamentos devem ser aplicados para que estes mesmos dentes permaneçam eternamente na boca dos pacientes. A remoção dos dentes é o último recurso a ser aplicado pelo dentista.

Quando temos uma simples cárie em qualquer dente significa que estamos com a boca doente. A função do dentista não é apenas cuidar das cáries. Doenças da gengiva e cárie são conseqüências de uma higiene oral precária e ineficiente, nada valendo por tanto o tratamento do dentista, se a principal causa não for combatida, isto é, a melhora substancial da higiene da boca.

Este é o primeiro passo da reabilitação, porque reabilitar é tornar hábil de novo, tornar viável e útil o que estava prejudicado. Por isso quando um paciente decide reestruturar seu sorriso, deve ser esclarecido de como cuidar da higiene dental com as informações básicas de quantas vezes escovar os dentes, a maneira correta de escová-los, o tempo de escovação, a respeito do uso do fio dental, da melhor pasta de dente etc.

Se existe algo difícil de se fazer na vida é copiar a natureza e substituir um dente natural pôr um artificial é complicado. Durante o tratamento de reabilitação oral podem acontecer alguns inconvenientes com as próteses e os provisórios, uma vez que os benefícios de um sorriso bonito todos nós conhecemos e valorizamos muito. Com materiais da mais alta tecnologia pode-se chegar a correção em dentes desgastados e mal cuidados que jamais poderiam ter conserto.

Todo dente artificial depende de suporte para a permanência na boca. Primeiro deve-se tratar da gengiva, pois é ela que é o termômetro de uma boca saudável. Quando a gengiva sangra ou exala mal cheiro alguma providência deve ser tomada. Portanto em alguns casos, são necessários tratamentos nos tecidos que suportam os dentes (raspagem na raiz, cirurgia gengival etc), e /ou colocação de implantes, para maior apoio dos trabalhos dentários.

Há necessidade da boa cicatrização dos tecidos de suporte do dente, e isso depende da cooperação do paciente mantendo sempre a melhor higiene oral.

Após o tratamento das bases que suportarão os dentes, são colocadas restaurações provisórias (dentes provisórios) para a adequação do novo sorriso visando acomodar a boca do paciente nova condição estabelecida. Tudo o que se quer dos novos dentes devemos conseguir nas restaurações provisórias. Essas restaurações, de uma maneira geral, permanecem um bom tempo na boca do paciente. É nesta fase que acontecem os inconvenientes citados acima: elas poderão se soltar ou se partir, uma vez que são fixadas com cimento fraco, devido à necessidade de sua remoção freqüente nas fases do tratamento.

O paciente deve se sentir a vontade com a nova estrutura dental estabelecida, exercendo as suas principais funções que são mastigar os alimentos e, agora com as exigências dos novos tempos, sorrir.

Após o término do tratamento, haverá a necessidade de sua visita periódica para a limpeza e para a aplicação de flúor. Um trabalho de reabilitação tem em média uma prazo de durabilidade de 10 anos, mas isso depende dos hábitos e da higiene de cada um.

A durabilidade do tratamento é inerente a cada caso. Mas o tempo pode se estender quando usamos implantes porque neles não há risco de cárie. Para se fazer uma reabilitação as consultas em geral são de longa duração, e o tempo total do tratamento pode durar de uma hora até um ano, dependo do trabalho que será realizado.

É válido lembrar que dente artificial não é dente natural, e tem suas limitações. Esclareça suas dúvidas quanto ao que espera da reabilitação. Sua participação com críticas ou perguntas no desenrolar do tratamento é de suma importância para o dentista.

Ele é a pessoa quem lhe orientará a respeito do que possível ou não. Não deixe de dar sua opinião, mas cada caso apresenta suas limitações e, em muitas vezes, o ideal não poderá ser alcançado. Mas tenha certeza de que, no final do tratamento, uma diferença bastante positiva no seu sorriso, na sua mastigação e na sua vida vai concerteza vai ser notada.

Veja as fotos do tratamento aqui!